sábado, 30 de janeiro de 2010

Colors in Black


Hoje parece quase impossível como tudo se passou...

Tudo começa com um som solitário, um acorde solto no piano...
Depois, ouço-o crescer na minha cabeça, no meu coração...
Atravessa tudo aquilo que passei para chegar até aqui e, começa lentamente a tomar forma...
Levanta-se em direcção ao desconhecido, e vagueia pelo mundo dos outros, ecoa nas paredes das casas e fecha-se no interior dos carros...
Hoje, parece quase impossível como tudo se passou, uma memória dispersa e distante. Uma espécie de um sonho que me vou lembrando à medida que o tempo passa...
E quanto tempo passou, desde o primeiro dia de ensaios...!

(Adaptação de David Fonseca)

3 comentários:

Vagabundo Social disse...

O gajo é um artista a sério... **

daniela gomes disse...

um dia casas-te com ele melra solitária

=)

blackbird disse...

A melra permanecerá sempre solitária. A melra, é-o, porque é solitária. O demais é de toda a gente e de cada um.
"Escolho a dedo" (by daniela gomes)
:P
*