sexta-feira, 2 de abril de 2010

05:25, no topo do L

Quem nos fez, diz-nos caminho sem retorno.
Quem nos rodeia diz-nos passar.
Quem nos conquista, diz-nos habitar.
Quem é a nossa verdade, diz-nos silêncio.
Quem é parte da nossa vida, diz-nos o que acreditamos.
Nós. Eu e eles.
Eles falam-me, porque vão e vêm.
Eu não me falo, porque estou comigo.
E no final de contas..., sou só eu a dizer.
Nem a mim...
A ninguém.

Recordando Silence 4

4 comentários:

. disse...

e não só (in)felizmente.

Joao Ricardo disse...

Meet you there!?!

Gingerbread Girl disse...

E ficou tudo (quase) dito.

Essa música dos S4 é grande.

*

Samuel Vidinha disse...

Adoro a profundidade dos comentários dos leitores dos blogues... Comparáveis às intervenções do Gama num sítio que tu bem sabes...

Como é que um simples "LOL", um mero "gostei" pode significar tanto!?!

Ah... (um "ah" assim meio nostalgico)

Agora é a minha vez de ser profundo, cá vai:

Gostei do texto... Apesar de naturalmente não entender o seu contexto real... Mas cada leitor dá o seu contexto... Parecendo que não é essa a graça de escrever/ler coisas com sentidos secundários (quiçá terciários)... Que o digam a escrita "sentimental", a escrita de humor...

Em relação à música quero dizer que... ah espera, não a ouvi...

Pronto, agora quero dizer algo verdadeiramente profundo:

POÇO...

Peço desculpa pelo incomodo, obrigado e um resto de bom dia...




PS: Já agora quero dizer que a palavra para o blogger indentificar se isto é spam ou não é: "pilau"...