sábado, 22 de agosto de 2009

Lugar Comum


Saber-me enraivecida por entre uma onda de cansaço completo! Acreditar nas premissas da minha demanda que todos os dias ameaça existir. É minha vizinha..., vejo a flor do vaso da sua pequena e tradicional varanda a morrer lentamente..., mas a sua janela esta sempre fechada, com as cortinas corridas. Por vezes poderia jurar ouvir seus passos amorfos sobre o soalho para lá da minha parede, abandonada pelo sol que a esqueceu com o tempo. O tempo..., esse que garante a cada passo a minha solidão. Não, não é cansaço completo, porque esta solidão é vulgar, de alguém que se nega porque não se sabe.
Poderia bradar a praça pública da minha alma, da minha presença, de cada vez que saio para comprar pão quente pela manhã. Sentir cada fio de cabelo a ondular livremente com o vento sempre que te olho da minha varanda... Sentir os meus pés salvos nas botas gastas, sujas e grosseiras que me levaram a recantos eternos da minha mácula mais apaixonada. Poderia se não fosse gaga, se sentisse o nó firme da minha incerteza terrena.
Mordo com desejo frívolo a pedra mais ordinária que se me oferece..., a gravidade do meu esqueleto. Aqui, agora sobre a minha cabeça, entala-me entre o seu peso e o meu chão, faz-me sentir maior..., o mundo ameaça tornar-se mais anatómico...
E, é então que sinto essa mão quente e perfumada de conforto e de carne prometida passar-me doce pelo rosto, arrepiando-me, tentando-me a um qualquer prazer indolente. Viaja ao de leve, saborosa e lentamente pela minha testa queimada, descendo por fim, um fim sem culpa, com as pontas dos dedos ondulantes até ao meu queixo mal demarcado. Alvejo-a repentinamente com fogo nos lábios, e vejo a minha mão, apenas a minha mão, a de sempre; pequena e quebrada. E já nem sabia quem eras tu. Eras muitos, eras todos, e eu, ninguém desfeado.

Foto em Deviantart

1 comentário:

Vagabundo Social disse...

Também me sinto só, Canora. Acho que esse é que é o lugar comum de muitas pessoas... Olha, queria avisar que estás proibida de voltar a escrever FCP nu meu blog sob pena do teu comentário ser eliminado. Mais valia teres escrito "californication". LOOL Tou a brincar. Beijos